1 - A ORIGEM DO MAL

 

“Então Satanás e seus anjos foram expulsos para a Terra!” (Apoc 12:7-12).

-Você pode ler a história completa de Lúcifer em Isaías 14:11-18; Ezequiel 28:13-19; e Apocalipse 12:4-12.

A Bíblia diz que existem milhões de anjos criados. (Daniel 7:10) Entre eles havia um querubim que trabalhava próximo do trono de Deus. Ele era considerado bom e perfeito até o dia que pecou contra o Altíssimo. A Bíblia diz que ele elevou o seu coração de forma orgulhosa por causa de sua formosura. (Ezequiel 28:17). Por causa de seus sentimentos malvados ele acabou por corromper a sua sabedoria e sem explicação nenhuma se revoltou contra Deus. Seu objetivo era derrubar Deus do trono e se tornar igual a Ele. (Isaías 14:14). Para poder conseguir isso ele conseguiu convencer 1/3 (um terço) dos anjos do céu a ficar do seu lado. (Veja que em Apocalipse 12:4 a cauda do Dragão arrasta 1/3 das estrelas do Céu. O Livro de Jó, no capítulo 38:4-7 afirma que estrelas são símbolos para anjos). Ele prometeu um governo melhor do que o divino, aonde os anjos não teriam que obedecer a Lei de Deus.

Guerra Total: Então a Bíblia diz que o Capitão do Exército de Deus (Josué 5:13-15), o arcanjo Miguel teve que intervir para acabar com a rebelião. Arcanjo significa: aquele que está acima dos anjos. Miguel significa: Quem é como Deus? Apocalipse 12:7 continua a história dizendo que houve guerra no céu entre Miguel e seus anjos e Satanás e os anjos que ficaram ao seu lado. No entanto, Lúcifer perdeu a guerra e junto com a terça parte dos anjos celestiais foi expulso para a Terra!

Dessa forma, o mal chegou a nosso recém criado planeta que se viu no meio de um conflito de proporções cósmicas. Até nesse ponto da história já se percebe um engano terrível que a Bíblia Sagrada não aprova: a idéia da existência do inferno. A Bíblia não diz que Satanás foi expulso para o inferno, mas sim para a Terra. O próprio Jesus declarou que viu Satanás caindo do Céu como um raio. (Ver Apocalipse 12:9 e Lucas 10:18). A idéia de um inferno a arder eternamente é contra o que a Bíblia ensina do destino dos maus.

Depois de sua expulsão do Céu, Lúcifer usou uma serpente como médium levando Adão e Eva a pecarem contra Deus. Veja Gênesis capítulo 3. Desde então os seres humanos perderam a imortalidade e ficaram sujeitos a influência dos anjos maus ou espíritos de demônios como são popularmente conhecidos. Mas, Deus em sua onisciência já sabia que isso poderia acontecer e formulou um plano de salvação que redimisse os seres humanos e mantivesse todo o universo livre da rebelião ou do pecado. Esse plano foi formulado antes da criação da Terra (Ap 13:8, Colossenses 1:26, 2:2) e aplicado na vida e morte de Cristo.

Mas foi na batalha do Éden que Satanás lançou a maior de todas as mentiras que se arraigou na cultura da humanidade. Vamos analisá-la à seguir:

 

[1] [2] [3] [4] [5] [6] [7] [8] [9]