Este estudo contém ao todo 28 lições.
Para imprimir esta lição e respondê-lo com auxílio de sua Bíblia CLIQUE AQUI.


ESTUDO 13
Por que o Santuário Precisa ser Purificado?

Qual seria o motivo do Santuário precisar ser purificado? Vamos descobrir que por trás desta necessidade existe um sistema religioso que praticamente destrói a obra de intercessão de Jesus pela humanidade. Com certeza hoje existe muita confusão religiosa. Uma religião ensina uma coisa enquanto que outra prega algo diametralmente oposto. E o que é pior: nem uma nem outra concordam com as Escrituras Sagradas. Embora essa confusão domine todo o mundo religioso, existe uma organização que, de um modo todo especial, está gerando esta confusão. Que sistema seria esse? Devemos atentar para as evidências escriturísticas e tentar identificar esse monstruoso meio idealizado pelo arquiinimigo de Deus para levar milhares à perdição. Mas antes de entrarmos neste assunto, vamos entender alguns aspectos sobre a necessidade de purificação do Santuário, os quais, o profeta Daniel ilustra no seu livro no capítulo 8.

O PRIMEIRO ASPECTO DO JULGAMENTO

1. Por que Daniel diz que o Santuário tinha de ser purificado? (Daniel 8:13, 14)

“...até quando durará a visão do _______________ diário e da _________________assoladora, visão na qual é entregue o santuário e o exército, para serem _____________...”

NOTA: Daniel indica que a razão pela qual o Santuário precisava ser purificado é porque o chifre pequeno iria envergonhar o Santuário.

2. Como o chifre pequeno tem envergonhado o Santuário? (Daniel 8:11, 12)

“...__________________ até ao príncipe do exército; dele tirou o sacrifício _________, e o lugar do seu santuário foi deitado ___________... e _________ a verdade por __________...”

NOTA: Existem quatro grandes pecados que Daniel atribui ao chifre pequeno de Daniel 8 para os quais é necessária a purificação do Santuário:

Primeiro: Engrandeceu-se até o príncipe do exército. Isto se refere ao clamor do papado de ser igual a Deus.

Segundo: Lhe tirou o holocausto continuo. No serviço do Santuário do Antigo Testamento o holocausto contínuo refere-se ao serviço do Pátio e do Lugar Santo – o serviço de sacrifício e intercessão de Jesus. O chifre pequeno botou por terra de uma vez por todas o serviço do sacrifício de Jesus pela instituição de sacrifícios diários em rituais chamados de missas. Ao invés de Jesus morrer de uma vez por todas sobre a cruz, o sistema de sacrifícios desta instituição instituiu a morte de Jesus repetidas vezes em que uma missa é conduzida. Este sistema também destrói o serviço de intercessão porque obriga o povo a ir para um confessionário para ser perdoado de pecados, ao invés de conduzí-los ao serviço de intercessão de Jesus no Santuário Celestial, onde Jesus, como nosso Único Mediador, perdoa-nos de nossos pecados.

Terceiro: O lugar de Seu Santuário foi deitado abaixo. O lugar do Santuário de Deus nos tempos do Novo Testamento está no Santuário Celestial. Ao invés de conduzir o povo ao Santuário Celestial, onde Jesus é ministro, esse sistema sistema religioso tem conduzido o povo a um sistema de sacerdócio terrestre.

Quarto: Lançou a verdade por terra. Esse sistema religioso tem escondido a grande verdade do Santuário celestial e feito dele um sistema terrestre. Como resultado, as pessoas estão tentando encontrar a salvação em um sistema terrestre ao invés de procurarem encontrar no Santuário Celestial. O porquê destas muitas doutrinas que o sistema do chifre pequeno introduziu vem indicar o motivo do julgamento de Deus. Parcialmente por causa desta corrupção da verdade do Santuário feita por esse sistema religioso que Daniel revela que o Santuário deve ser purificado, ou restaurado para seu lugar correto. Uma vez mais, o povo deve ser guiado para ver o ministério de Jesus no Santuário celestial. O Santuário precisa ser purificado porque o chifre pequeno tem feito do serviço de Jesus um serviço na terra ao invés de um serviço no Santuário Celestial.

3. De quem o chifre pequeno recebeu o poder e onde está sediado este poder religioso? (Apocalipse 13:2 e 17:9)

“...e deu-lhe o ___________ o seu poder, o seu trono e grande autoridade...”

“...Aqui está o sentido, que tem sabedoria: As sete cabeças são sete ____________, sobre os quais a _____________ está assentada...”

NOTA: A organização apontada em Apocalipse 17 teria como sede a cidade de Roma. Durante a existência do Império Romano, a cidade das sete colinas foi a sede do paganismo; mas com a queda daquele Império, essa cidade passou a servir como centro do mundo cristão, sendo que foi ali que se estabeleceu o bispado romano.

4. Com que apoio esse sistema estabeleceu o seu poderio? (Apocalipse 17:3)

"...Transportou-me o anjo, em espírito, a um deserto, e vi uma mulher montada numa ____________ escarlate, ___________ repleta de nomes de blasfêmia, com sete _____________ e dez ___________..."

NOTA: A besta simboliza um conjunto de fatores de oposição a Deus e à Sua verdade, cujo foco principal é a estrutura político-religiosa do Vaticano. Ver sexto estudo desta série. A mulher representa, pois, uma igreja que teria como base esse conjunto de forças, dentre os quais se destaca Roma Papal.

5. Com o que é comparado esse sistema religioso na Bíblia? (Ezequiel 23:37 e 38)

"...Porque ________________, e nas suas mãos há culpa de _________; com os seus ___________ adulteraram, e até os seus filhos, que me geraram, ofereceram a eles para serem consumidos pelo fogo. Ainda isto me fizeram: no mesmo dia contaminaram o Meu _______________ e profanaram os Meus sábados..."

NOTA: Portanto estamos diante do símbolo de uma Igreja (mulher), com sede em Roma (está sentada sobre sete cabeças), que seria conduzida pelo bispado romano (está montada na besta) e que seria idólatra (meretriz).

6. Como é descrito esse sistema religioso em Apocalipse 17:1 e 15?

"...Veio um dos sete anjos que têm as sete taças, e falou comigo, dizendo: Vem, mostrar-te-ei o ________________da grande_____________que se acha sentada sobre muitas __________..."

"...Falou-me ainda: As __________ que viste, onde a ______________ está assentada, são __________, _______________, ___________ e ____________..."

NOTA: Trata-se, portanto, de uma organização com muitos membros, ou seja, de uma Igreja mundial. Fato interessante: a palavra católica quer dizer universal, isto é, "a que é professada por todos".

O SEGUNDO ASPECTO DO JULGAMENTO

6. No serviço do Santuário do Antigo Testamento, o que era necessário para a purificação do Santuário? (Levítico 16:16)

“...por causa das _______________ dos filhos de Israel, e das suas ________________, e de todos os seus pecados.”

NOTA: A Segunda coisa que era necessária para a purificação do Santuário é que o registro dos pecados do povo de Deus fosse transferido ao Santuário através do ministério de Jesus. Este registro de pecados devia ser removido através de um serviço de julgamento o qual mostrava que Satanás, não Deus, é responsável pelo pecado. Desde que existem duas coisas que profanam o Santuário, o julgamento que começou em 1844, deve ser um julgamento 100%, porque em primeiro lugar deve trazer julgamento aos santos e em segundo lugar deve trazer julgamento contra o chifre pequeno. Em outras palavras, existe um aspecto positivo e um negativo para o julgamento. Positivamente, o julgamento decidirá em favor dos santos; negativamente, o julgamento decidirá contra o poder do chifre pequeno.

7. Que mensagem é pregada como uma parte do evangelho eterno? (Apocalipse 14:6, 7)

“...pois é chegada a hora do seu __________...”

NOTA: O evangelho são as boas novas de que Jesus perdoa o povo de seus pecados através do Seu ministério no Santuário Celestial, e que nenhum homem na terra pode perdoar pecados. Quando o povo ouvir o evangelho pregado e ser conduzido ao Santuário Celestial onde Jesus é ministro, o chifre pequeno cessará de ter domínio sobre eles. O julgamento de Deus sobre o chifre pequeno é anunciado por esta especial e única mensagem de Apocalipse 14:6-12 que prega o início do julgamento em 1844 e expõe os erros do chifre pequeno, conduzindo o povo para o serviço de Jesus no Santuário Celestial. Lembre-se, esta mensagem só pode ser pregada desde 1844, proclamando que o julgamento está agora em andamento.

8. Quem também é juiz no julgamento? (Daniel 7:22)

“...até que veio o ____________ de ________, e fez justiça aos santos do Altíssimo...”

NOTA: Este julgamento que começou em 1844 não somente decide negativamente contra o poder do chifre pequeno, mas decide positivamente em favor do povo de Deus. Alguns podem se maravilhar por que Deus tem um julgamento. Deus não precisa fazer um julgamento a fim de encontrar quem vai ser salvo. Deus já sabe quem vai ser salvo. Deus é tão bom e justo que Ele convoca este julgamento, só para ficar mais claro a todos porque Ele tem direito de salvar todo aquele que Ele está levando ao céu. Durante este julgamento iniciado em 1844, Deus pela primeira vez descobre os nomes dos salvos, e então mostra ao universo inteiro porque Ele está salvando este povo.

9. Com quem Pedro diz que este julgamento deve começar? (I Pedro 4:17)

“...Porque a ocasião de começar o juízo pela _________ de ________ é chegada; ora, se primeiro vem por ______, qual será o fim daqueles que não obedecem ao evangelho de Deus?...”

NOTA: Este julgamento será primeiramente tratado com os justos. Isto é a vindicação de Deus do Seu direito de salvar aqueles que tem se rendido totalmente ao Senhor Jesus em sua vida.

10. Quem é nosso advogado neste julgamento? (I João 2:1)

“...temos Advogado junto ao Pai, _________ ___________, o Justo...”

NOTA: Nosso advogado, ou orador em nossa defesa, neste julgamento é Jesus o Messias. Ele defenderá nosso caso contra as acusações de Satanás. Isto indica aos santos que eles não se preocupem. Isto é para que os cristãos não fiquem ansiosos sobre o julgamento. Eles sabem que Jesus nunca perderá nenhum caso confiado a Ele. A questão que precisamos nos concentrar é: Eu escolhi Jesus para defender meu caso?

MINHA DECISÃO: Querido Deus, obrigado pelo sacrifício perfeito de Seu Filho na cruz do Calvário. Reconheço que só o imenso sacrifício de Jesus e sua obra de intercessão no julgamento de nossos atos são verdadeiros.

Assinatura: _________________________________Data:__________________